terça-feira, 11 de março de 2008

Efeméride



O poema breve:
Palito de fósforo.
Explode num leve
rumor de luz
bruxuleante.
Palavra acesa,
escreve
nas trevas do instante.
Fugaz, descendente.
Estrela cadente.

Laurene Veras

Nenhum comentário: