segunda-feira, 24 de março de 2008

Eros


Para Ricardo Reis
..............................................

Teus olhos negros: todas as coisas.

Profundo segredo abissal.

Teus lábios que colhem qual foices

vontades de ardor ancestral.

Tu és tão sonho absurdo

que tudo

parece outro mundo:

As palavras virando do avesso,

o verso se tornando mudo.


Laurene Veras

...............................................................................

Eros e Psiquê, escultura de Antônio Canova.

Nenhum comentário: