terça-feira, 11 de março de 2008

O Horror!O Horror!




Tava falando antes sobre as personalidades argentinas que não são naturais da Argentina e me deparei com o meu querido Conrad. Um dos maiores escritores da língua inglesa, e era polonês, né?Leiam, leiam! É sempre uma aventura, goste você de histórias sobre o mar ou prefira as que falam dos recônditos da alma humana. Mas se você nunca leu, humildemente sugiro não começar pelo famigerado Coração das Trevas, aquilo que já falei sobre a vertigem... Maravilhoso.E terrível. Aliás, sobre este pesadelo na selva eu estava lendo em um ensaio do Mario Vargas Llosa, que conta que O Coração das Trevas se passa durante o domínio tirano de Leopoldo II no Congo. Leopoldo II foi um louco genocida belga(mais um para a cada vez mais impressionante coleção dos medonhos feitos humanos)que exterminou nada menos que metade da população nativa do Congo(milhões de pessoas) por causa do precioso marfim. Linha de Sombra, também do Conrad, é mais leve. Mas de modo algum superficial.
E sabe do que mais? Leia todos! Pronto, falei.
Ah sim, o livro de ensaios do Vargas Llosa: A Verdade das Mentiras
.......................

Falando em Conrad, que era navegador, lembrei do Maugham. Histórias dos Mares do Sul, de William Somerset Maugham. Dei para o meu pai, só porque ele gosta de barcos, de mar e de histórias. Não sei se ele leu, mas se não leu aceito de volta, porque este eu gosto de reler de vez em quando.
.................................................................................................................

O Fio da Navalha não tem a ver com aventuras marítimas, mas é quase tão montanha-russa quanto. Romance de formação, o jovem Larry sai em busca de si mesmo por terras e experiências estranhas. E o resultado dessa demanda na alma do herói respinga na nossa, e as marcas são para sempre. Também escrito pelo Maugham.

Nenhum comentário: