segunda-feira, 28 de abril de 2008

Wislawa Szymborska


Um poema de Wislawa Szymborska, poeta polonesa, enviado pela Lili. Amei.
............................................................................................

AS TRÊS PALAVRAS MAIS ESTRANHAS

Quando eu falo a palavra Futuro,
a primeira sílaba já pertence ao passado.
Quando eu falo a palavra Silêncio,
o destruo.
Quando eu falo a palavra Nada,
crio algo que nenhum não-ser comporta.

Um comentário:

Gicelle Caminski(Polaka) disse...

Gostei dessa véia ae..rsrsrs

Boa, Lili