sexta-feira, 2 de maio de 2008

Ninguém fica para trás!

Na segunda não poderei postar, então este fica por segunda-feira.
........................................................................................................................
Em uma sociedade obcecada por "vencedores" - cuja concepção está baseada no american way of life, por sua vez uma corruptela medíocre de medíocres filosofias de auto-ajuda - ser um perdedor é a grande fobia. Olive tem 7 anos e o pai a censura por tomar sorvete porque as misses não tomam sorvete, as misses são magras, os magros são vencedores, logo, os vencedores não tomam sorvete, nem ao menos quando têm sete anos. Olive vai participar de um concurso de beleza e talentos para meninas de seis e sete anos. A família de vencedores(divórcio, heroína, bancarrota e suicídio) acompanha Olive até a cidade onde ocorrerá a competição. Daí o roadmovie é uma delicada fábula sobre valores essenciais, com senso de humor negro mas nada escroto, um sopro de esperança em nossos corações congelados pela sociedade de consumo e um puta chute nos bagos da mania de pasteurização do indivíduo da qual a sociedade contemporânea, em particular a norte americana está saturada. Produção despretensiosa, muito justamente premiada, elenco afinadíssimo e imprescindível. Além das demais interpretações, destaque para o talento doce e imaculado da pequena Olive.
"Pequena Miss Sunshine"
Em DVD. Já assisti duas vezes.
Clica no cartaz para visualizar legal.

Um comentário:

Teresa disse...

Lau! Obrigada por colocar o link do meu blog... A Lisi me avisou. A propósito, o teu blog tá muito legal, viu, to adorando e virei leitora diária! :D Bjocas, guria, to com saudades!