quarta-feira, 7 de maio de 2008

Prestidigitação





Não se deixe iludir
Por fáceis e doces palavras
Arremedos de pranto sofrido
Afagos que são emboscada
Esgares que não são sorriso
Amparo de não amigos


Pense em perspectiva
O louva-a-deus parece devoto
O padre parece um abutre
O tigre parece um gato
Sanguessugas se escondem no açude


Pimentas não são pitangas
Notícias nem sempre são fatos
O mago precisa das mangas
Para iludir no espetáculo.


Laurene Veras

................................................................

Este poema saiu na revista VOX XXI em 2001, não lembro a edição.

Pintura de Salvador Dali.

Nenhum comentário: