quarta-feira, 14 de maio de 2008

Todos os Fados



Toda poesia

é tua.

Toda alegria

e seus derivados.

Todas as músicas,

todos os fados.

As perdas, angústias,

os risos,as flores,

as rosas,os cardos.

Os planos traçados.

Astúcias

e aguardos.


Todas as coisas

são por tua mirada.

Sempre a procura

por tuas entradas.

Todas as ruas...

e tuas portas fechadas.


Laurene Veras
................................................
Na foto, tchan tchan tchan tchaaaaaaan: Um cardo! Não por acaso é mencionado no poema, mas eu não vou ficar explicando botânica e poética, vai pesquisar meu filho(a)!

4 comentários:

Andre disse...

Tu continuas talentosa como o sol dos trópicos! Que bom sentir o vento das tuas palavras, o impacto que faz lá no fundo da alma o teu trovão. Meu sangue já não é mais só meu pois foi contaminado pelo teu lirismo das horas absurdas!

Laurene Veras disse...

Valeu André,vindo de ti significa mt,e não só por ser uma pessoa a quem admiro e por quem tenho mt carinho mas tb pq vc é MESTRE! Mazáááá!

Andre disse...

Que que é esse raio de mazáa? Estais lutando kung-fu agora?

Laurene Veras disse...

Mazááá é uma das expressões malucas que só existem em Porto Alegre. É uma corruptela de Mas ah!Uma interjeição de admiração,do tipo,tá podendo,te mete,etc.Me divirto mt com a linguagem daqui...rs...Kung Fu não,mas to me preparando pra voltar à correr na orla do rio. Mazááááá!!!
;-p