segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Porto Poesia II

http://www.portopoesia2.blogspot.com/

Vide programação no blog e até lá!
;-)

Trinta e três




Desperdiço

o pulso

alguns vícios

outros sustos

duas ou três

insuspeitadas alegrias.


Esperando

para jogar os sapatos

aos corvos

e atravessar a neve descalça.


Diga trinta e três.


Ao fundo,

aquele

tango argentino.


Laurene Veras
....................................
Mais um Klimt.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Apelo




Porque

não vens agora,

que te quero

E adias esta urgencia?

Prometes-me o futuro e eu desespero

O futuro é o disfarce da impotência....


Hoje, aqui, já, neste momento,

Ou nunca mais.

A sombra do alento é o desalento

O desejo o limite dos mortais.


Miguel Torga

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Dois Poemas Para Um Amor Bastante



Amor Bastante


quando eu vi você

tive uma idéia brilhante

foi como se eu olhasse de dentro de um diamante

e meu olho ganhasse

mil faces num só instante


basta um instante

e você tem amor bastante
.......................................................................


um bom poema

leva anos

cinco jogando bola,

mais cinco estudando sânscrito,

seis carregando pedra,

nove namorando a vizinha,

sete levando porrada,

quatro andando sozinho,

três mudando de cidade,

dez trocando de assunto,

uma eternidade, eu e você,

caminhando junto


Paulo Leminski
.........................................

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Manuel

DESENCANTO

Eu faço versos como quem chora
De desalento... de desencanto...
Fecha o meu livro, se por agora
Não tens motivo nenhum de pranto.

Meu verso é sangue. Volúpia ardente...
Tristeza esparsa... remorso vão...
Dói-me nas veias. Amargo e quente,
Cai, gota a gota, do coração.

E nestes versos de angústia rouca
Assim dos lábios a vida corre,
Deixando um acre sabor na boca.

- Eu faço versos como quem morre.

Manuel Bandeira
...............................................
Esse poema tá em tudo que é blogue, mas por isso mesmo, né, por que motivo não estaria no meu?

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

ó

Amigos, o Duas Vozes deste sábado, que tá no post anterior, foi cancelado. Ok? CAN-CE-LA-DO.
De qualquer modo acredito que vá chover...A sugestão daí fica sendo Ainda Orangotangos do Gustavo Spolidoro, tá no Guion.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Sábado



Sábado

13/09, às 14 horas

Rua do Livro

Riachuelo esquina com a Borges

poesia de Sidnei Schneider

pocket show de Zé Caradípia

aberto ao público.

Produção: Jornal Vaia

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Por tu mirada




Por quem foi que me trocaram

Quando estava a olhar pra ti?

Pousa a tua mão na minha

E, sem me olhares, sorri.


Sorri do teu pensamento

Porque eu só quero pensar

Que é de mim que ele está feito

É que tens para mo dar.


Depois aperta-me a mão

E vira os olhos a mim…

Por quem foi que me trocaram

Quando estás a olhar-me assim?

.......................................................
Na foto, ELA. Jeanne Moreau.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Inventário do Irremediável




Mesa redonda Porto Alegre em Cena - Caio F. - 60 anos Foyer do Theatro São Pedro

Endereço: Praça Marechal Deodoro, s/ n°Centro - Porto Alegre - RS

Horário: 15h

Gilberto Gawronski (RJ) – Formou-se como ator na CAU - Casa das Artes de Laranjeiras. È um dos grandes diretores brasileiros, responsável por belíssimas montagens da obra de Caio Fernando Abreu.

Jeanne Callegari (SP) - Jornalista e escritora, colaborou em diversos veículos, como Bravo!, Superinteressante, Aventuras na História, Vida Simples, entre outros. Autora do livro Inventário de um escritor irremediável, da editora Soeman.

Luiz Arthur Nunes (RJ) - Dramaturgo, diretor e professor, tem mestrado em teatro pela Universidade de Nova York. Dirige o Núcleo Carioca de Teatro.

Marcos Breda (RJ) - Formado em Letras pela UFRGS e com mestrado em teatro pela UNI-RIO, é ator de teatro, cinema e televisão. É também locutor, dublador, professor universitário e produtor teatral.

Márcia Ivana de Lima e Silva (RS) – Professora de Teoria Literária do Instituto de Letras/UFRGS, Márcia é coordenadora do Arquivo Caio Fernando Abreu.

Dia 12 - 17h (após a mesa redonda) Lançamento e autógrafos do livro Caio Fernando Abreu, inventário de um escritor irremediável, de Jeanne Callegari.
..........................................
Quem enviou o convite foi o Eduardo Nasi, muito legal.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Maria, Maria...

Declaração de bens

Tenho um pequeno rebanho de ovelhas negras
que fazem miau.
.................................................

Prova de amor

E eu que aprendi a língua
dos gatos e dos cães,
das lebres e dos pássaros,
das peruas e das putas...
..................................................

Maria Helena Nery Garcez
..........................................................

Esta eu trago sempre na lembrança do coração. E a poesia no coração da lembrança...Dá no mesmo?Será?
Um pouquinho mais desta Helena...
http://www.jornaldepoesia.jor.br/mgarcez.html

Alegria da Palavra na Palavraria


Aí gurizada, amanhã é sábado de Sidnei Schneider e Jorge Rein. 18:30 hs na Palavraria. Canja do Segala, coisa e tal, e o lugar, né, que por si também vale um passeio.