sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Ricardo

EU

Véu que revela
e oculta
conforme a vontade
do vento.
Sombra do som,
senda no sonho,
aqui se esconde um eu
livre de mim e de você.

Aonde ele vai,
por que ele é assim,
ninguém pode saber.
Um eu em terceira pessoa.
Senhor absoluto
da sua casa de papel.

Ricardo Silvestrin
.........................................
Já que falei no professor Silvestrin deixo um poema dele. Nem preciso dizer que gostei porque sou fã desde sempre. Quer mais? Ó:
http://www.ricardosilvestrin.com.br/
...........................................

Um comentário:

Juliana Meira disse...

bela escolha desse poema do Ricardo Silvestrin.
..
também gostei muito de: "antes do sono,/com cuidado/me descansar/no criado-mudo" lembro dele lá da República da Poesia. parabéns!

beijos Laurene