segunda-feira, 27 de abril de 2009

vida insana



Só porque era conselho

Aquela luz ao pé da cama,
vestida de um silêncio escuro,
dizia que não se ama
mais assim, de um jeito largo.
"Muda, muda, minha filha,
larga essa vida insana!"
Mas, grande não se entorta mais
pra lado que a raiz não manda.
Foram passando meses,
passando, passando anos,
até que num fim de noite,
de frente para o desdém,
a luz foi ficando grande,
grande, grande, Grande,
e era um trem.

Guto Leite

POEMAS LANÇADOS FORA
Rio de Janeiro, 7Letras, 2007.
........................
Algumas semanas entre falar com Guto sobre postar o poema dele e agora. Mas além de diversos outros conradianos fenômenos, o poema do Guto hoje gritou na minha carne. E foi ficando grande, grande, grande, Grande...

5 comentários:

Lisiane V disse...

Adorei esse poema!

Laurene Veras disse...

Ele é demais. Tem mais aqui: www.gutoleite.blogspot.com

Luciano disse...

Grande Guto. Camarada das antigas, dos tempos de graduação na Unicamp.
Laurene, obrigado pela ótima postagem e pela beleza do teu espaço aqui no blogger.
Abração a vcs dois.

Laurene Veras disse...

Valeu Luciano, obrigada pela visita. Abraço pra vc tb! :-)

CoisasdeMaria disse...

Oi Lau! Tentei abrir o site da tua irmã mas não sei pq não consegui... deve ser algum probleminha aqui no servidor... to louca para ver esse filme!!

Bjinhos