terça-feira, 23 de junho de 2009

Da série gênios anônimos - Parte 2

"A vida não é pra quem trabalha."
..................................................................
Esta citação é do sapientíssimo e inigualável filósofo Manuel E., que por sua vez citava alguém que vou ficar devendo aqui. E se refere ao fato de ter tanta coisa bacana acontecendo em Porto Alegre com entrada franca ou quase isso e a gente não poder ver nem a metade do que tem vontade, pq afinal temos nossas contas pra pagar e a labuta pra tocar. Se algum dos três gatos pingados(aos quais sou mt grata pela atenção e carinho) que acompanham esse blog repararam, os últimos posts têm sido na maioria sobre eventos. Mais uma razão para eu amar o outono, td é melhor no outono de Porto Alegre, desde a luz do sol até as salas de cinema. Fica então essa pérola da sabedoria ocidental, com a vontade de que cada vez mais, mais pessoas tenham trabalho, e que cada vez mais, mesmo assim, a gente consiga satisfazer tb a alma, pq é como diz o velho hino qdo canta que o lance não é só comida, mas tb diversão e arte.
.....................................
Próximo sábado, o Lerina vai falar sobre cinema no seminário de cultura francesa, ali no centro municipal de cultura. E o impagável Juremir Machado da Silva fala sobre pós-estruturalismo.Óia que é biscoito fino, hein?
.................................................
E começa na sexta a maratona literária e dessa vez o percurso é através do sertão veredas do Rosa, vai atravessar a noite, emparelhar com o seminário e tomar a dianteira até madrugada de domingo, tb no centro municipal de cultura. Toma um bule de café preto e segue o baile!
....................
A ilustração é uma fadinha alheia aos nossos pequenos dramas cotidianos, da Camila Carrosine.

4 comentários:

Lisiane V disse...

Lembro que os franceses - parisienses- sempre diziam, parafraseando algum artista (fico na dívida) que ' pode-se viver 100 anos em Paris, passear todos os dias e nunca conheceremos toda a cidade, tudo o que tem de melhor'. Tomara que POA, um dia, tbm receba esse comentário. Trabalharemos para isso, rs!
beijooo!

Laurene Veras disse...

Se eu passar dos 70 me acode, já vou ficando por aí! Mas até lá mtos seminários de sábados pela manhã ainda, aha! E aproveitando, pra citar outra ilustre, desconhecida e genial filósofa, a Erica C., com mais um galante e popular aforisma: "Infeliz por infeliz, melhor sofrer em Paris."

Manu disse...

"Porto Alegre é uma cidade que se vai descobrindo ao poucos" M Scliar.

Recentemente, andei assistindo algumas coisas renomadas do teatro nacional. E digo, PoA é demais - talvez eu diga isso pq a redescoberta da cidade tem sido pra mim a redescoberta de mim mesmo.

Enfim, onde quer que se esteja, pode-se viver 100 anos e, ainda assim, viver nada.

No ano passado, estava na fila para me inscrever nas atividades da Feira do Livro junto com Bruno Brum Paiva (Nos Lemos). Quando ele olhou o horário das oficinas, disse: a vida não é pra quem trabalha. O cara é jedi em frases, só ouvindo pra crer.

Laurene Veras disse...

Brigadão querido, por elucidar a fonte! Tenho que conhecer o Yoda!