domingo, 28 de junho de 2009

Os vampiros de lombadas sobrevoando o sertão


A maratona foi um espetáculo, aliás, foram vários. Desde a participação do povo de fé até os shows e performances que foram encenados durante as quase 35 horas de leitura. Café, quentão, chimarrão e muita disposição, especialmente do coordenador do livro, Daniel Weller, e equipe, que não deixaram a peteca cair e chegaram junto, botaram a mão na massa mesmo, e estão de parabéns pela delícia que foi esse evento. O Fernando Ramos do Vaia como sempre também tava super envolvido no projeto, aliás, foi ele quem deu a melhor definição da maratona: "Laurene, a maratona literária é a verdadeira festa do livro!".
Finaleira, mais ou menos cinco e meia da manhã, emocionante. Viva o livro, viva o centro municipal de cultura, e viva essa galera cheia de energia do bem!
........................................
Tenho que deixar aqui registrado: Como disse o coordenador do livro, o Juremir Machado da Silva fechou o seminário de cultura francesa com chave de ouro. O Juremir é de um senso crítico e acidez atrozes, mas sempre inteligente, sempre bem aparatado nas suas tão provocadoras opiniões, e sempre divertidíssimo. Valeu professor, também é sempre prazeroso ouvi-lo.
.....................................................
Na foto, seis da matina de domingo e os vampiros sobreviventes.

3 comentários:

CoisasdeMaria disse...

O que umas cevas não fazem né?! hehehehe Nos deixa com pique para ficar acordados até as 6 e meia da manhã lendo Grande Sertão: Veredas...
Um viva a ceja!!!

Por sinal a noite estava maravilhosa, companhias mais que especiais...

Laurene Veras disse...

Tava mesmo, sem tirar nem pôr! Foi td mt bom!Que venham as próximas!

Lisiane V disse...

Isso, tô dentro. e viva o poder das cevas, da literatura e dos amigos do bem como vocês!