terça-feira, 7 de julho de 2009

Traquinagem vocabular


Absorta nas leituras para o final de semestre na faculdade minha mente faz malabares pra me distrair. "Conspícuo". Adorno diz que no jazz notas falsas ou "tons sujos" desempenham um papel conspícuo. "Peraí", cantam dramaticamente em uníssono os 99% dos meus 2 neurônios sobreviventes de botecagens e que arduamente têm me mantido na já longa e pedregosa estrada que leva à titulação semi inútil de mestre: "Alto lá!", enfatizam o Tico e o Teco. Mas será o pé do Benedito que o Adorno agora vai atribuir adjetivos sensuais pejorativos na desesperada tentativa de provar que a música popular é um engodo sem qualidades? Apelar pra moral e os bons costumes(ou o contrário disso)? Por que diabos essa palavra me lembra algo libidinoso e isso parece não ter absolutamente bulhufas a ver com o texto? Dicionário, meu velho e cansado amigo, paciente, missionário conselheiro: Conspícuo significa justamente o contrário do que anda a bailar nesta tua mente imunda, bueira, luxurienta! Conspícuo, caros Tico, Teco, e cabeça de porongo responsável por este blog, significa sério, respeitável, bem mais ao gosto do velho Scrooge de Frankfurt e provavelmente se referindo à música erudita européia. O que ocorre, senhores 2 neurônios e messalina portadora dos mesmos, é que a mente direta e agoramente envolvida com o texto é suja, sexualóide, concupiscente!
E num átimo, enquanto ainda decido se presto atenção ao sermão da minha também surrada e vilipendiada nesga de lucidez, eis que se desfaz o inequívoco equívoco: Conspícuo, concupiscente. Nada a ver o fiofó com as calças, tudo a ver a confusão causada por uma gratuita semelhança de sonoridade e pela concupiscência de uma consciência achincalhada por anos de escola espartana. Elementar, meu caro eu mesmo!
Moral da estória: O ministério da educação não adverte, mas em verdade vos digo: Graduação em Filosofia faz mal à saúde.
Amém.
...................................
Na ilustração, eu, digo, o louco por excelência do cinema, Jack Nicholson em O Iluminado de Stanley Kubrick, de 1980.
.......................
Obi Wan Kenobi:
"Quem é mais louco: O louco, ou aquele que o segue?"
;-P

2 comentários:

Manu disse...

Isso é de concutir a cabeça %)

Teresa Azambuya disse...

hahahahahahahahahahahahahaha