terça-feira, 1 de setembro de 2009

Floriano Cambará



"Compreendia agora que o preço do equilíbrio é a monotonia. A preocupação de não se deixar envolver pelas pessoas, pelos problemas e pelas paixões havia-o levado a uma espécie de quietismo que no fundo não passava da contemplação inútil e palerma do próprio umbigo."

O retrato
O tempo e o vento
Erico Veríssimo
........................................
Yuken Teruya. Mais aqui.

Nenhum comentário: