quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Coelhinho da páscoa que trazes pra mim?

A páscoa já tá por aí, o que me fez pensar que " Hay que endurecer el pânceps, pero sin perder la cintura jamás!"
....................................................................
Pin-up criada por George Petty, para calendário de 1947.

Spalding e Faccioli na Palavraria

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Safety first! And eyes wide open!


Mt bem, minha sempre ligada amiga Jana enviou o link de uma página que foi publicada na Zero-Hora em 23 de fevereiro que explica o fechamento da sala Norberto Lubisco. É por causa da segurança. Pra mim tá de bom tamanho, é só ficarmos atentos para conferir se vão realmente resolver o problema e nos devolver o cinema.
Brigadão Jana!
Para ler a explicação do diretor da CCMQ na ZH, clica aqui.

..................................................
Na ilustração o ursinho Smokey, mascote da camapanha anti-incêndio dos parques nacionais norte americanos. Eu sempre achei esse ursinho muito engraçado quando ele aparecia no desenho do Zé Colméia.

A Norberto Lubisco é nossa!


Recebi o texto que segue por e-mail e acho que vale a pena postar aqui. Gurizada, vamos abrir o bocão! Daqui a pouco a gente vai ficar só com aquelas salas de cinema blockbuster com cheiro de pipoca e vômito de criança! Passem adiante e vamos dar uma força pra nossa cidade, ou seja, pra nós mesmos, né? E se alguém souber de alguma justificativa ou explicação plausível para o ocorrido, bota na roda pra gente não pagar de rebelde sem causa, ok? Tudo na vida tem uma explicação. Ou não, como diria Caetano...
...........................................

Olá, é o seguinte:

Aproveitando que a cidade estava vazia, a Secretaria de Cultura do
Governo do Estado do RS fechou sorrateiramente a sala NORBERTO LUBISCO
da Casa de Cultura Mário Quintana neste janeiro. Sim, fechou fechado,
para não abrir mais. Junto da sala, três dos dez funcionários do
cinema da CCMQ foram demitidos, sobraram sete.

Ninguém, nenhum jornal, nenhum programa de TV ou rádio noticiou essa catástrofe.

Então, nesta próxima semana farei uma série de reportagens e
entrevistas para o programa que estou conduzindo esse mês, ao
meio-dia, na Rádio Ipanema FM, o 'N Coisas'. Gostaria de contar com a
ajuda daqueles que, como eu, não aceitam isso calados e exigem um
posicionamento dos responsáveis por esse atentado à cultura de Porto
Alegre. Quem tiver algo a dizer, contribuir, informar, etc. pode
mandar para mim.

Por fim, gostaria de lembrar que a sala Norberto Lubisco leva o nome
do "fotógrafo gaúcho que marcou por mais de três décadas a nossa
produção cinematográfica e teve seus trabalhos inúmeras vezes
premiados com Kikito de melhor direção de fotografia no Festival de
Cinema de Gramado".

Esta sala é (ou 'era'?) uma da mais charmosas da cidade e a última com
suas portas voltadas para a calçada (Rua dos Andradas). Ressalto
também que ela, mesmo fechada, está em perfeitas condições de uso -
projetor, assentos, ar-condicionado - contando com 53 lugares.

Eu não admito isso assim dócil, aquela sala é nossa!
E você, que tal? Avante, pessoal!

Marcelo Noah


--

TEOREMA 94.9 - Domingos, das 12h às 14h (www.ipanema.com.br)


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Milonga do derretimento ou persistência e memória blá blá blá

Olha o que é a loucura desta mente afogada em estudos acadêmicos no verão obscenamente escaldante de Porto Alegre: tava aqui revisando minha monografia sobre MEMÓRIA e esse calor hijo de una perra começou a me aborrecer além do suportável e eis que lembrei da Ramilonga do Vitor Ramil quando canta assim: "...ares de milonga/sobre Porto Alegre...". Imediatamente me peguei cantarolando assim: "...bafos de milonga/sobre Forno Alegre...", e pensei, nossa, como eu sou supermegamasterblaster engraçada, não? E resolvi postar meu arremedo de paródia, e resolvi pensar numa imagem que ilustrasse o calor maldito, e eis que a primeira imagem que me veio na cabeça foi este quadro do Dalí com os relógios que derretem. Calor... Derretimento... Entendeu, entendeu? Enfim. Mas qual não foi a surpresa desta mente psicopata ao descobrir que justamente este quadro se chama "Persistência da MEMÓRIA". E eis que voltamos ao início deste post quando eu contava sobre a monografia...
Na boa, ou eu vou tirar um estupendo A nesse trabalho ou daqui a pouco vou estar ouvindo vozes e mastigando a raiz do meu cabelo.
.....................................................
O ministério da sanidade adverte: Passar o verão em Porto Alegre estudando é prejudicial ao Tico e ao Teco.

Tapeçaria da Memória




Tapeçaria da Memória
Oficina de Produção de Textos Autobiográficos
Orientação e Organização - Fabio Bortolazzo Pinto

Duas turmas:

De 10 de março a 21 de julho, quartas-feiras, das 18h às 20h

De 11 de março a 22 de julho, quintas-feiras, das 16 às 18h

Palavraria – Livros & Cafés

Rua Vasco da Gama, 165 - Bom Fim - Telefone 3268 4260
...................................................................................................................
O curso é isso aí, e a foto é uma das capas do livro de memórias do Erico Veríssimo, "Solo de clarineta". Belíssimo, por sinal. Recomendo os dois, o curso e o livro.
Mais informações em um próximo post.
Obs: O curso e o livro acima citados não estão diretamente relacionados, só usei o Erico para ilustrar o post.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Melhor que um Eastwood só dois Eastwood!



O estranho sem nome.
Segundo filme dirigido por Eastwood, diabolicamente delicioso. De 1973.

Um tesouro



Descobri, finalmente, DESCOBRI! Há mts mts anos atrás vi um filme com o meu favorito amado idolatrado Clint Eastwood na tv a cabo, mas não consegui reter o título do filme. Faz mais de uma década e esse filme nunca saiu da minha cabeça e eu nunca conheci alguém que soubesse de que filme se tratava. Finalmente eu descobri e recomendo muito, é um baita filme, de 1971, The Beguiled (não consegui traduzir, se alguém souber por favor deixe um recado nos comments), no Brasil batizado com o infeliz título de O estranho que nós amamos, o que não diz absolutamente nada sobre a película, que é um excelente drama psicológico e um filme aparentemente obscuro. Dirigido por Don Siegel, parceiro e até hoje fonte de inspiração para o Eastwood diretor, se passa durante a guerra civil americana. Evite ler a sinopse, o filme é muito mais do que o que está escrito ali, mais tenso, mais complexo, mais tudo. Ah, e é meio bizarro...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Quarta-feira de cinzas




Epílogo

Eu quis um dia, como Schumann, compor
Um carnaval todo subjetivo:
Um carnaval em que o só motivo
Fosse o meu próprio ser interior...

Quando o acabei - a diferença que havia!
O de Schumann é um poema cheio de amor,
E de frescura, e de mocidade...
O meu tinha a morta morta-cor
De senilidade e de amargura...
- O meu carnaval sem nenhuma alegria!

Manuel Bandeira
.........................................
Um Pierrot de Picasso

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Put the blame on Mame

Publicar postagem

My favorite kind of Carnaval




Dorme ruazinha… É tudo escuro…

E os meus passos, quem é que pode ouvi-los?

Dorme teu sono sossegado e puro,

Com teus lampiões, com teus jardins tranqüilos…


Dorme… Não há ladrões, eu te asseguro…

Nem guardas para acaso perseguí-los…

Na noite alta, como sobre um muro,

As estrelinhas cantam como grilos…


O vento está dormindo na calçada,

O vento enovelou-se como um cão…

Dorme, ruazinha… Não há nada…


Só os meus passos… Mas tão leves são,

Que até parecem, pela madrugada,

Os da minha futura assombração…


Mario Quintana

..............................................

Olhando pela janela e apreciando Porto Alegre no feriado de carnaval. Desconheço a autoria da foto, mas peguei aqui.

Um gato chamado Rorschach para um Pinguim do Liniers

...............................................................

A foto acima é de um gatinho da Redenção que apelidei de Rorschach pq ele se parece com o personagem homônimo de Watchmen. Pensei em postar para fazer uma brincadeira com minha amiga de internet pingüina, a Izabel. Essa foto me faz pensar em uma frase do Rorschach quando está num presídio e diz para os caras maus que querem matá-lo: "Não sou eu que estou aqui preso com vocês, vocês é que estão presos comigo.". Uuuuuuuh, creepy! Ele e o Comediante são minhas personagens favoritas de Watchmen, pq são os mais bad asses e ao mesmo tempo os mais "humanos", generosos de certa forma. Como diz minha amiga pingüina, lê o gibi tchê, não vai se arrepender.

Nós gatos já nascemos pobres...


...............................................
Em Porto Alegre há um parque chamado Farroupilha, mas tds chamam de Parque da Redenção, e é pra lá que tdo portoalegrense que se preze se manda faça frio ou calor, de chimarrão embaixo do braço, pra ver a feira de artesanato e antiguidades, pra lagartear, pra ver shows, pra pedalar, correr, enfim. Só que tem mta gente que passa furtivamente pela Redenção para abandonar gatos domésticos e isto já se tornou um problema porque são mts gatos abandonados. Há um grupo de gateiros que alimenta e toma conta dos gatos do jeito que podem, e tds estão disponíveis para adoção(os gatos, não os gateiros!). Tem gato de td que é tipo, branco, amarelo, rajado, de raça, sem raça, pelo comprido, pelo curto, filhote, gato velho e desdentado, enfim, a questão é a seguinte: Não se deve abandonar animais domésticos como se fossem lixo. Os animais sofrem maus tratos, contraem doenças e retransmitem doenças e acabam se reproduzindo sem controle e a coisa vira uma bola de neve.
Se vc está a fim de adotar um gatinho, dá uma olhada no blog clicando aqui. Se vc faz questão de adotar um filhote de raça em petshop não se sinta culpado, vai com fé, só estou sugerindo que considere essa opção e passe a idéia adiante.
Quando adotei a Capitu eu morava longe de tda minha família e amigos e foi um período bem difícil pra mim. Optei por adotar um gatinho de rua de uma ong e ela veio, estropiadinha, com falhas no pêlo por causa de uma doença de pele e mais algumas complicações. Eu tomei conta dela, dei remédios, dei carinho, e ela acabou se tornando a melhor cia que eu tinha no meu tempo de exílio. Me seguia pela casa tda, se encostava em mim qdo eu estava mt triste e me fazia rir com as brincadeiras bobas dela. Tanto que qdo voltei pra Porto Alegre fui busca-la de avião. Hj a Capitu é um animal saudável e lindo, têm um pêlo que parece de veludo, negro, farto e brilhante, continua sendo meu Sancho Pança, e é um animal absurdamente dócil e carinhoso.
Eu acredito que lidar com animais no cotidiano humaniza a gente, por mais ridículo que isso possa parecer. Inclusive animais treinados são usados em terapias geriátricas e fisioterapêuticas, para incentivar a afetividade e a coordenação motora, combater a depressão e a solidão.
Se vc não curte animais, no problem, mas não seja um psicopata e os maltrate por diversão. Eu não gosto de pessoas preconceituosas e nem por isso me tornei uma justiceira.
Para quem mora em São Paulo, recomendo a ong através da qual adotei a Capitu, clica aqui. Para outras cidades, dá uma olhadinha no google meu filho, o google é uma maravilha, experimenta!
Antes que eu me esqueça, tda esse lance sobre não abandonar animais serve pra cães tb, serve pra qualquer animal, ok? Ah tá, só pro caso de não ter ficado claro.
E antes que eu me esqueça, manter um gato é super barato, e quanto melhor vc o tratar, menos despesas terá. Pode confiar, pq eu sou uma dura do caramba e sustento essa bigoduda aqui de casa.
Tá dado o recado.
Miau.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Grito de Rock!



FESTA SUBPOP #11
QUANDO? Quinta, 11 de fevereiro, 23h.
ONDE? Cabaret!, Independência, 590.
QUANTO? R$12; R$8 com nome na lista até a 1h.
http://www.cabaretpoa.com.br/subpop.htm