terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Nós gatos já nascemos pobres...


...............................................
Em Porto Alegre há um parque chamado Farroupilha, mas tds chamam de Parque da Redenção, e é pra lá que tdo portoalegrense que se preze se manda faça frio ou calor, de chimarrão embaixo do braço, pra ver a feira de artesanato e antiguidades, pra lagartear, pra ver shows, pra pedalar, correr, enfim. Só que tem mta gente que passa furtivamente pela Redenção para abandonar gatos domésticos e isto já se tornou um problema porque são mts gatos abandonados. Há um grupo de gateiros que alimenta e toma conta dos gatos do jeito que podem, e tds estão disponíveis para adoção(os gatos, não os gateiros!). Tem gato de td que é tipo, branco, amarelo, rajado, de raça, sem raça, pelo comprido, pelo curto, filhote, gato velho e desdentado, enfim, a questão é a seguinte: Não se deve abandonar animais domésticos como se fossem lixo. Os animais sofrem maus tratos, contraem doenças e retransmitem doenças e acabam se reproduzindo sem controle e a coisa vira uma bola de neve.
Se vc está a fim de adotar um gatinho, dá uma olhada no blog clicando aqui. Se vc faz questão de adotar um filhote de raça em petshop não se sinta culpado, vai com fé, só estou sugerindo que considere essa opção e passe a idéia adiante.
Quando adotei a Capitu eu morava longe de tda minha família e amigos e foi um período bem difícil pra mim. Optei por adotar um gatinho de rua de uma ong e ela veio, estropiadinha, com falhas no pêlo por causa de uma doença de pele e mais algumas complicações. Eu tomei conta dela, dei remédios, dei carinho, e ela acabou se tornando a melhor cia que eu tinha no meu tempo de exílio. Me seguia pela casa tda, se encostava em mim qdo eu estava mt triste e me fazia rir com as brincadeiras bobas dela. Tanto que qdo voltei pra Porto Alegre fui busca-la de avião. Hj a Capitu é um animal saudável e lindo, têm um pêlo que parece de veludo, negro, farto e brilhante, continua sendo meu Sancho Pança, e é um animal absurdamente dócil e carinhoso.
Eu acredito que lidar com animais no cotidiano humaniza a gente, por mais ridículo que isso possa parecer. Inclusive animais treinados são usados em terapias geriátricas e fisioterapêuticas, para incentivar a afetividade e a coordenação motora, combater a depressão e a solidão.
Se vc não curte animais, no problem, mas não seja um psicopata e os maltrate por diversão. Eu não gosto de pessoas preconceituosas e nem por isso me tornei uma justiceira.
Para quem mora em São Paulo, recomendo a ong através da qual adotei a Capitu, clica aqui. Para outras cidades, dá uma olhadinha no google meu filho, o google é uma maravilha, experimenta!
Antes que eu me esqueça, tda esse lance sobre não abandonar animais serve pra cães tb, serve pra qualquer animal, ok? Ah tá, só pro caso de não ter ficado claro.
E antes que eu me esqueça, manter um gato é super barato, e quanto melhor vc o tratar, menos despesas terá. Pode confiar, pq eu sou uma dura do caramba e sustento essa bigoduda aqui de casa.
Tá dado o recado.
Miau.

Nenhum comentário: