terça-feira, 24 de agosto de 2010

Viração




quando a tua barriga
encosta na minha
e um arrepio
lambe minha espinha
um vento morno
varre a cidade
e o teu cio no meu
vira tempestade.

Laurene Veras

Nenhum comentário: