segunda-feira, 30 de maio de 2011

Como as coisas são

Namoraram durante tantos anos que já pareciam desconhecidos. Noivaram porque é assim que as coisas são. Casamento marcado, convites enviados, vestido provado, igreja decorada. O noivo não apareceu. Surpreendentemente, atendeu ao celular. Estava em casa, de cuecas, tomando cerveja e vendo TV. Não vou, porque não estou a fim, disse. A noiva esperando dentro do carro. Os convidados cochichando. O padre suando frio. A mãe da noiva discutindo com a mãe do noivo. Marina desceu do carro, entrou na igreja calmamente, foi até o púlpito. Não chorava, não tremia. Estava linda, era uma rainha, sentia-se uma rainha. Convidou a todos, polidamente, para a festa. Na hora da dança ficou com um dos padrinhos. Este era o dia mais feliz da sua vida.
.....................................
Laurene Veras

.................................
Desconheço autor da ilustração.

Luca Brasi tupiniquim


Era chapeador, e dos bons. Mulherengo dos bons também. Aposentado, a mulher o expulsara de casa. Lhe ofereceram vaga para exercer seu ofício, recusou. Dorme no carro e durante o dia fica sentado numa padaria de esquina. Pensávamos que ele era segurança do lugar. Olhar orgulhoso, corpulento, mas de ombros cansados, nariz de boxeador. Jeito desconfiado, o Luca Brasi da padaria.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Luanda, camaradas

sem horas para devaneio
Luanda marca meus passos
Angola agora é meu tempo
sem tempo para cansaços
nem coração para receios

eu hoje ergo meu cetro
ser, ser sempre,
ser imensamente:
eis que este é meu decreto!

Desapego

Esta língua
que diz o que pensa
mas cala o medo
da desavença:
toma, é tua

esta mente
sempre do contra
tão diferente
teimosa, revolta:
pega, é tua

estes olhos
que vêem o que enxergam
e não o que querem
estes olhos filtros de verdades
que tanto te ferem:
aceita, são teus

a mim, resta a liberdade
e meus passos
tu ficas só
eu alçarei vôo
eu, e meu pés
irremediavelmente ateus.

Laurene Veras

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Nouvelle Vague

Hoje eu acordei
assim
meio Jules e Jim
meio Jeanne Moreau

Hoje eu acordei Truffaut!

Laurene Veras