segunda-feira, 30 de maio de 2011

Como as coisas são

Namoraram durante tantos anos que já pareciam desconhecidos. Noivaram porque é assim que as coisas são. Casamento marcado, convites enviados, vestido provado, igreja decorada. O noivo não apareceu. Surpreendentemente, atendeu ao celular. Estava em casa, de cuecas, tomando cerveja e vendo TV. Não vou, porque não estou a fim, disse. A noiva esperando dentro do carro. Os convidados cochichando. O padre suando frio. A mãe da noiva discutindo com a mãe do noivo. Marina desceu do carro, entrou na igreja calmamente, foi até o púlpito. Não chorava, não tremia. Estava linda, era uma rainha, sentia-se uma rainha. Convidou a todos, polidamente, para a festa. Na hora da dança ficou com um dos padrinhos. Este era o dia mais feliz da sua vida.
.....................................
Laurene Veras

.................................
Desconheço autor da ilustração.

2 comentários:

Leila Silveira disse...

li que alguém se emocionou, vim espiar, saio daqui tocada pela
força de viver que me acorda todo dia.

Laurene Veras disse...

Obrigada Leila! Bj