terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Mais Lupe e mais Hilda Hilst



Que te devolvam a alma
Homem do nosso tempo.
Pede isso a Deus
Ou às coisas em que acreditas
À terra, às águas, à noite
Desmedida.
Uiva se quiseres
Ao teu próprio ventre
Se é ele quem comanda
A tua vida, não importa.
Pede à mulher
Àquela que foi noiva
À que se fez amiga,
Abre a tua boca, ulula
Pede à chuva
Ruge
Como se tivesses no peito
Uma enorme ferida.
Escancara a tua boca
Regouga:  A ALMA. A ALMA DE VOLTA.

"Poemas aos homens do nosso tempo", parteVII, in Júbilo memória, noviciado da paixão. São Paulo, Globo. 2001.
.................................................................................................

A ilustração é da grande Lupe, para ver mais da inigualável Lupe, clica aqui.

Nenhum comentário: