terça-feira, 29 de dezembro de 2015

incomunicabilidade


meu medo, silêncio
o desejo, reticente
a pressa, uma metáfora

o suor, permanência
de, morando na tua pele
e, com fúria, impaciência
construir um castelo
para deixar a linguagem
ir à falência

Laurene Veras

Nenhum comentário: