quarta-feira, 31 de agosto de 2016

de mim não se pode dizer
não deixo rastro em nenhuma realidade
um vazio
a marca de um quadro retirado
da parede coberta pela folhagem

termino
desapareço
sem horizonte
sem recomeço

Nenhum comentário: